22 de fevereiro de 2011

Quando era pequenina

Pensava que o menino Jesus tinha nascido ali naquela zona ao pé do palácio da presidência.
Pensava que tínhamos que casar com alguém que tivesse o último nome igual ao nosso.
Não percebia porque é que pessoas solteiras conseguiam ter filhos.
Nunca percebi porque é que Deus era o pai do céu.
Achava que os espanhóis eram portugueses que não sabiam falar muito bem.
Achava que o periquito da minha avó (o Grande Chico) um dia me atacaria a meio da minha sesta.
Decidi que quando crescesse ia ser freira porque não era preciso fazer nada.
Sentia-me feliz por ter nascido menina pois assim nunca teria que usar guarda-chuvas pretos nem fatos cinzentos.
Tinha medo daquelas bonecas que conseguiam andar sozinhas enquanto chamavam pela mãe.

21 de fevereiro de 2011

Vive a Língua



Eu não estou obcecada por Paris.

Mais línguas (e cidades) aqui
- o momento final é especialmente fofinho -

35 filmes em 2 minutos



Conseguem descobrir todos?

as soluções estão num comentário (para não haver tentações)

17 de fevereiro de 2011

Paris - Orange et Gris


Não é a mais óbvia das combinações, mas tudo funciona numa cidade comme La Ville Lumière.

14 de fevereiro de 2011

Peek-a-boo II

13 de fevereiro de 2011

Long Live McQueen

É difícil acreditar que já passou um ano desde que Alexander McQueen decidiu acabar com a própria vida. Mesmo na altura em que já se arregaçavam as mangas para os últimos preparativos de mais uma NY Fashion Week, o mundo da moda parou e olhou para a perda inesperada de um génio criativo.
Tinha apenas quarenta anos, e por isso mesmo o legado deste britânico foi demasiado curto.
Depois de um desfile num tabuleiro de xadrez, é difícil não imaginar no que se seguiria.
É certo que foi um espectáculo belo e épico, e assim continuaria a sê-lo.

Janela Aberta para os Grammys



e "Tightrope" - Janelle Monáe feat. Big Boi

10 de fevereiro de 2011

Love is Lame

Depois de abrir o embrulho e descobrir que o presente era este ursinho de peluche, qual seria a reacção:
gosto, não gosto ou demasido bom/mau para acreditar? (vamos lá dar uma verdadeira utilidade às minhas caixinhas de reacções)